Gaudete

Alegra-te, o Senhor está contigo

Por que os católicos comem peixe às sextas-feiras?

Você sabe por que os católicos precisam comer peixe no lugar de carne todas as sextas-ferias? Essa é uma tradição que remete ao tempo da Paixão de Cristo e todos os católicos precisam seguir.  

Muitas pessoas acham estranha essa pergunta, pois, aparentemente, caiu em completo desuso a proibição de se comer carne na sexta-feira. 

Porém, pela legislação atual da Igreja, a determinação ainda é válida e está em pleno vigor.

Na sexta-feira, os católicos de todo o mundo celebram a Sexta-Feira Santa. 

Paixão de Cristo

O peixe tornou-se uma escolha popular porque é um alimento mais simples e menos requintado do que a carne vermelha.

Os católicos são incentivados a não comer carne vermelha como forma de penitência e solidariedade com Jesus.  

Tradição das sextas-feiras

A tradição começou quando os cristãos não consumiam carne na sexta-feira Santa, antecedendo o Domingo de Páscoa.

O dia sagrado também marca a última sexta-feira da quaresma. 

Com o passar do tempo, a tradição evoluiu e tornou-se uma prática comum em muitas culturas católicas, especialmente durante a quaresma. 

Para Santo Tomás de Aquino, “jejum foi estabelecido pela Igreja para reprimir as concupiscências da carne, cujo objeto são os prazeres sensíveis da mesa e das relações sexuais”. 

Na época de Santo Tomás, a disciplina exigia a prática não só na sexta-feira, mas também na quarta e, além da carne, incluía ovos e laticínios.

Por meio da prática é que se pode alcançar com frutos a virtude da temperança, definida pelo Catecismo da Igreja Católica.

Leia também: Oração poderosa de São Miguel Arcanjo

Breno Barros

Breno Barros

Breno Barros é jornalista. Editor do portal Gaudete e conta com experiências em coberturas jornalísticas nos principais eventos esportivos mundiais, sendo três edições dos Jogos Olímpicos (Londres, Rio e Tóquio), duas Olimpíadas da Juventude (China e Argentina). Membro Consagrado da Comunidade Colo de Deus.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Voltar ao topo