Gaudete

Alegra-te, o Senhor está contigo

Saiba a ordem dos 7 sacramentos da Igreja Católica

Os 7 sacramentos da Igreja Católica tocam todas as etapas e os momentos importantes da vida do cristão. 

Muitos católicos têm dúvidas sobre a ordem e quais são os sacramentos instituídos pelo próprio Jesus Cristo. 

Mas, o que é um sacramento? De onde vem e para que serve? 

O catecismo da Igreja Católica diz:  

“O sacramento é um sinal sensível, instituído por Nosso Senhor Jesus Cristo, para produzir a graça em nossas almas e santificá-las”. 

Todos os homens e mulheres são convidados e devem viver da graça ou se perderão eternamente. Ou escolhem a vida de Jesus Cristo que é a graça, ou a vida da carne que é o vício; a salvação ou a perdição.

Confira os 7 sacramentos da Igreja Católica: 

1. Batismo

Sua instituição e preceito estão marcados nos seguintes textos: 

“Em verdade vos digo, disse Jesus a Nicodemos, quem não renascer da água e do Espírito Santo, não pode entrar no reino de Deus” (Jo 3, 5).

“Ide, ensinai todas as gentes, disse Jesus a seus discípulos, batizando-as, em nome do Padre, e do Filho e do Espírito Santo” (Mt 28,19). 

“O que crer e for batizado, será salvo”, promete o Salvador (Mc 16, 61). 

“Recebe o batismo e lava os teus pecados”, disse Ananias a Saulo (At 22, 16). 

2. Crisma/Confirmação

Os atos dos apóstolos provam que o seu rito exterior consiste na imposição das mãos, diferente do batismo que utiliza a água. 

Os apóstolos Pedro e João, enviados a Samaria, “punham as mãos sobre os que tinham sido batizados”, e recebiam estes o Espírito Santo (At 8, 12-17). 

Do mesmo modo, S. Paulo, vindo a Éfeso, batizou, em nome de Jesus Cristo, discípulos de João e a “eles impôs as mãos, para que o Espírito Santo baixasse sobre eles” (At 19, 1-6).  

A Crisma é, pois, um sacramento instituído por Nosso Senhor. 

3. Eucaristia 

A palavra “eucaristia” provém de duas palavras gregas “eu-cháris”: “ação de graça”, e designa a presença real e substancial de Jesus Cristo sob as aparências de pão e vinho. 

Eis, em São João, os termos de que Jesus Cristo se serviu, falando a primeira vez deste grande sacramento: “Eu sou o pão da vida; vossos pais comeram o maná no deserto e morreram. Este é o pão que desce do céu, para que o que dele comer não morra. Eu sou o pão vivo, que desci do céu. Se alguém comer deste pão, viverá eternamente, e o pão que eu darei é a minha carne, para a vida do mundo” (Jo 6, 48-52). 

4. Confissão/reconciliação/penitência

A confissão consiste em um sacramento instituído por Jesus Cristo no qual o sacerdote perdoa os pecados cometidos depois do batismo.

Diz a Sagrada Escritura: “O justo cai sete vezes por dia” (Prov 24, 16). E se o próprio justo cai sete vezes, que será do pobre que não é justo? 

 “Não há homem que não peque” (Ecl 7, 21).  “Aquele que diz que não tem pecado faz Deus mentiroso” (1 Jo 1, 10). 

Nos diz São João: “Se confessarmos os nossos pecados, diz o Apóstolos, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e purificar-nos de toda injustiça” (1 Jo 1, 8).

5. Unção dos Enfermos

É o quinto sacramento instituído por Jesus Cristo, sem que saibamos em que época o instituiu. 

A Sagrada Escritura, como para a Crisma, nos transmite apenas o rito exterior e o efeito produzido. O Evangelho diz que “à ordem do Senhor… os apóstolos expeliam muitos demônios e ungiam com óleo a muitos enfermos, e os curavam” (Mc 6, 13). Eis um fato, é a ordem do Senhor. 

A instituição da extrema-unção decorre destas palavras de São Tiago: “Está entre vós alguém enfermo? Chame os sacerdotes da Igreja, e estes façam oração sobre ele, ungindo-o com óleo, em nome do Senhor. E o Senhor o aliviará, e se estiver em algum pecado ser-lhe-á perdoado” (Tgo 5, 14-15). 

6. Ordem

A Ordem é o sacramento que dá o poder de desempenhar as funções eclesiásticas, e a graça de fazê-lo santamente.

Em outros termos, é o sacramento que faz os sacerdotes, ou ministros de Deus. Muitos textos da Sagrada Escritura provam a existência do sacerdócio e indicam o rito de ordenação sacerdotal. 

Lemos de fato que Nosso Senhor fez uma seleção entre os discípulos: “Não fostes vós que me escolhestes, mas fui eu que vos escolhi”, diz Ele (Jo 15, 16). 

7. Matrimônio 

O casamento que era antes de Jesus Cristo mero contrato, é um verdadeiro sacramento da nova lei. 

O matrimônio foi por Nosso Senhor elevado à dignidade de sacramento, como resulta positiva e irrefutavelmente da Sagrada Escritura: 

“Não separe o homem o que Deus ajuntou” (Mt 19, 6). Ou seja, Deus uniu os noivos. 

Este mistério, ou sacramento, é grande em relação a Cristo e à Igreja, diz S. Paulo (Ef 5, 32). Isso é grande, em relação a Cristo, porque é instituição divina; grande em relação à Igreja, que deve mantê-lo na sua unidade e indissolubilidade. 

Leia também: Número de católicos aumenta no mundo

Breno Barros

Breno Barros

Breno Barros é jornalista. Editor do portal Gaudete e conta com experiências em coberturas jornalísticas nos principais eventos esportivos mundiais, sendo três edições dos Jogos Olímpicos (Londres, Rio e Tóquio), duas Olimpíadas da Juventude (China e Argentina). Membro Consagrado da Comunidade Colo de Deus.

Um comentário em “Saiba a ordem dos 7 sacramentos da Igreja Católica

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Voltar ao topo