incendio_filipinas

Um incêndio noturno cujas causas ainda não foram encontradas destruiu um dos edifícios do convento das Irmãs da Santa Face de Jesus (HFJ) em Manila, Filipinas. Em meio do desastre, que não produziu mortes nem feridos entre as religiosas, sobressaiu um grande sobrevivente: O Sagrado Coração de Jesus, cuja imagem ficou enegrecida pelas chamas mas que providencialmente conservou intacta sua figura.

A edificação afetada correspondia ao Generalato das religiosas, o qual perdeu a totalidade de seu interior sob a ação do fogo, que começou por volta das duas da madrugada do dia 30 de junho e não pode ser contido pelos bombeiros até as cinco da manhã. As religiosas perderam todos os objetos que continha o lugar, incluindo valiosos arquivos e recursos da fundadora da congregação, a Madre Mary Therese Vicente.

Ao inspecionar o lugar durante o dia, as religiosas encontraram a imagem do Sagrado Coração de Jesus, praticamente o único objeto preservado das chamas, e destacado pelo serviço informativo dos Bispos das Filipinas, CBCP News como fez particularmente notório e simbólico, dado o carisma das religiosas. “Dei meu Coração como prova sensível de meu grande amor pelos homens”, recorda a mensagem de Jesus Cristo à Beata Pierina de Micheli citado na página oficial da comunidade na Internet, “e lhe dou meu rosto como objeto sensível de minha dor pelos pecados da humanidade”.

Apesar de o ocorrido ser considerado uma tragédia, a ausência de perdas humanas é destacável, da mesma forma que as chamas não terem passado para outras casas da congregação, em particular a residência das religiosas e a Capela. A comunidade das Irmãs da Santa Face de Jesus foi fundada pela Madre Mary Therese Laxamana Vicente em 1986 e seu carisma é definido como “a contemplação da Santa Face de Jesus”. As religiosas promovem sua espiritualidade própria, levam a cabo atividades de formação para leigos, assistem paróquias e se dedicam à educação católica em duas escolas locais. (GPE/EPC)

Fonte: Repórter Católico