oracao

Às vezes buscamos uma pessoa que nos ofereça soluções, que tenha uma espécie de varinha mágica para transformar a nossa vida. Temos necessidades concretas. Procuramos soluções concretas.

E podemos fazer isso em nossa vida de fé também: a homilia que me faz sentir-me bem; o grupo no qual estou mais cômodo; a comunidade que acalma minha necessidade de ser comunitário, de ter um lar, de ter raízes; a pessoa que responde aos meus anseios.

Buscamos milagres concretos. Queremos soluções imediatas. Às vezes nos apegamos assim a Jesus quando Ele responde às nossas necessidades imediatas. E o buscamos porque nos deu comida, porque nos curou.

E nossa espiritualidade pode se reduzir a uma busca que Deus em necessidades concretas. Pedimos, suplicamos. Queremos milagres. Nossa oração fica cheia de preocupações e anseios, e acaba sendo uma oração exclusivamente de petição.

Eu gostaria de rezar com a esperança com que esta pessoa reza:

Senhor,
Obrigado pela água que bebo,
pela comida que como,
pelo ar que respiro.

Obrigado por eu poder ver,
sentir, tocar, falar,
andar e pensar.

Obrigado por me permitir trabalhar,
por poder ajudar,
pelo céu, terra e mar.

Obrigado pelo que me deste ontem,
pelo que me dás hoje
e pelo que me darás amanhã.

Obrigado por meu estado de saúde,
pelos talentos e qualidades
que me deste.

Obrigado pela minha família,
pelos meus amigos,
pelos que me querem bem
e por aqueles a quem posso ajudar.

Obrigado pelo teu amor infinito,
pelo teu perdão sem limites
por teres dado tua vida por mim.

Eu te amo e me entrego
totalmente em tuas mãos.
Faze de mim o que queiras.
Amém.

Não podemos ser cristãos que só pedem, pedem e pedem, mas não dão nada. Viver com gratidão pode mudar completamente nosso olhar diante da vida.

Não sejamos consumistas religiosos.

Busquemos Deus especialmente para dar-lhe graças, para louvá-lo, para dar-lhe glória, para reconhecer sua grandeza, para mostrar nossa pequenez, para colocar-nos ao seu serviço e oferecer-nos para que Ele faça conosco o que quiser.

Que tal viver uma semana só de gratidão, buscando, ao longo do dia, motivos para agradecer a Deus, nos detalhes da vida cotidiana? Este é um exercício simples, mas poderoso, capaz de transformar sua maneira de encarar a vida, acredite!

Fonte: Noticias Católicas